Logística de apoio: a importância das tecnologias que dão suporte às operações agrícolas

Estrutura de apoio para ações como abastecimento e manutenção do maquinário é essencial para garantir eficiência no campo.

18 agosto 2021

A logística rural é quase sempre associada ao transporte de materiais — sejam os insumos, as sementes ou a matéria-prima após a colheita. No entanto, o significado real do termo vai muito além dos serviços de deslocamento, incluindo a organização e o gerenciamento de ativos. A logística de apoio, por sua vez, envolve todas as atividades que prestam um suporte essencial para o atendimento das demandas visando tornar as operações mais eficientes.

“No caso de atividades rurais, quando falamos de logística de apoio, tratamos de tudo o que acontece no campo para garantir que as máquinas agrícolas trabalhem da maneira mais produtiva possível”, explica Alexandre de Alencar, diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da divisão de Agricultura da Hexagon. “Via de regra, esses equipamentos ficam no campo durante todo o período da safra, muitas vezes operando 24 horas por dia ao longo de meses. Dessa forma, eles precisam receber todo o suporte necessário para manter bom e contínuo funcionamento”, complementa.

Apesar da dificuldade intrínseca à logística de apoio, que leva a eventuais falhas nos processos e paradas não programadas na execução de atividades, hoje, com a assistência dos avanços tecnológicos e de conexão, o apoio logístico se tornou muito mais efetivo.

Roteiros de abastecimento

Um dos processos mais frequentes de apoio logístico é voltado ao reabastecimento das máquinas agrícolas com combustível, considerando o grande período em que esses equipamentos ficam em operação na lavoura. Para facilitar, um caminhão comboio ou tanque percorre áreas do campo para realizar o procedimento, passando por diferentes locais rurais que demandam seu atendimento.

“Para que não ocorra perda de tempo, sistemas de otimização fazem um planejamento das melhores rotas, levando em consideração questões como a projeção do nível de tanque das máquinas e a quilometragem a ser percorrida. Assim, os caminhões fazem o percurso mais ágil e com o menor número de paradas”, comenta Alexandre.

Oficinas à disposição

Além do abastecimento, outra necessidade das máquinas agrícolas é a manutenção. Por isso, os caminhões comboios normalmente também funcionam como oficinas volantes, indo ao campo em momentos de parada programada dos equipamentos para fazer ajustes. Segundo o diretor de P&D da divisão de Agricultura da Hexagon, “isso normalmente acontece em períodos como final de turno ou intervalos de operação, para não atrapalhar o andamento do trabalho ao longo do dia”.

As soluções existentes hoje, como o HxGN AgrOn Planejamento de Logística de Apoio, são capazes de atender essas manutenções preventivas de acordo com a situação da máquina — período de troca de óleo, lubrificação, substituição de peças etc. Assim, as chances de que esses equipamentos quebrem no meio da execução de alguma tarefa é bastante reduzida, evitando tempos de inatividade não planejados. Além disso, durante essas intervenções também é possível verificar o estado da máquina e analisar se é preciso tomar algum cuidado preventivo.

Combate a incêndios

Outro processo comum de apoio logístico é o posicionamento de caminhões bombeiro próximos às áreas rurais. Como existem diversas áreas produtivas que ficam perto de regiões com riscos de queimadas, é importante que estes veículos estejam disponíveis e posicionados nos melhores pontos para cobrir o maior número de lavouras, locomovendo-se para apagar um incêndio rapidamente se for necessário.

“É um cuidado essencial haver uma observação e monitoramento constante de focos de incêndio, já que a perda de produção será significativa se houver a incidência e alastramento de fogo sobre uma área extensa no campo”, reforça Alexandre.

Transporte de máquinas agrícolas

As atividades agrícolas, tanto na safra como na entressafra, se estendem por uma grande área do campo, com máquinas sendo compartilhadas e movimentadas entre diferentes regiões e propriedades, segundo o planejamento operacional da empresa. No entanto, nem todo equipamento é capaz de fazer essa locomoção de uma área produtiva para outra — uma colhedora, por exemplo, geralmente precisa ser transportada por um caminhão prancha quando a distância a ser percorrida é maior.

As soluções de logística de apoio ficam, então, responsáveis por estabelecer rotas para a locomoção dessas máquinas de forma otimizada, sincronizando a finalização e o reinício das operações. “Se uma colhedora não está mais sendo utilizada em uma área, ela pode ser levada para iniciar o corte em outra. O objetivo é sempre reduzir os tempos de deslocamento e espera, mantendo as máquinas trabalhando o maior tempo possível e garantindo o máximo de eficiência”, afirma o diretor de P&D.

Gostou deste artigo? Compartilhe nas suas redes sociais!

Participe dos nossos eventos HxGN LIVE em todo o mundo

A Hexagon proporciona emocionantes eventos HxGN LIVE em todo o mundo! Experimente nossas inovações tecnológicas em um local perto de você.