5 processos florestais e o impacto da tecnologia

22 julho 2019

Com 7,84 milhões de hectares de árvores plantadas, o Brasil é o segundo maior produtor de celulose do mundo e o terceiro maior exportador. A China é o principal comprador. Para continuar crescendo, a indústria de base florestal planeja investir mais de R$ 22,2 bilhões em fábricas, florestas e inovações. Os dados são da Indústria Brasileira de Árvores (Ibá). “É um setor que tem enorme potencial de ganhos com o uso de inovações digitais e por isto vem investindo muito na adoção deste tipo de tecnologias para aumento de sua eficiência e lucratividade”, afirma Bernardo de Castro, presidente da divisão de Agricultura da Hexagon que atende pelos setores florestal e agrícola. O executivo destaca o impacto da tecnologia em cinco processos florestais:

1. Planejamento do Plantio

A eficiência de qualquer cultura começa pelo plantio. O mercado de tecnologia agrícola fornece sistemas que recomendam a estratégia ideal de plantio e cultivo com os menores custos. Com a ajuda de softwares, os gestores de florestas conseguem calcular insumos, recursos e área necessários, selecionar variedades ideais em adequação às características de cada local de plantio e fazer simulações de tombos e de produção para os próximos ciclos. São operações importantes para otimizar o processo de plantio.

2. Controle de Fertilização, Pulverização e de Isca Formicida

A tecnologia revolucionou a aplicação de fertilizantes, insumos e isca formicida ao fazer o controle dessas operações, evitando desperdícios e falhas. Sistemas inovadores mostram a cobertura da área da aplicação em tempo real, permitindo ajustes ao longo das operações. No controle da pulverização, por exemplo, é possível enviar alertas quando houver algum problema. Além de melhor aproveitamento dos recursos, essas tecnologias resultam em melhor qualidade da floresta e aumento da produtividade.

3. Monitoramento de Máquinas

Com hardwares e softwares instalados nas máquinas é possível monitorar e ajustar processos enquanto eles estão acontecendo. Os sistemas fornecem relatórios detalhados com indicadores de rendimento e comportamento das máquinas, produtividade, área trabalhada, distância percorrida, velocidade, RPM etc. A Cenibra, empresa de base florestal com sede em Minas Gerai, aumentou em 530% a área monitorada por soluções de automação de máquinas em um ano.

4. Planejamento da colheita

Como o plantio, o processo de corte da madeira também requer planejamento por meio de sistemas capazes de orientar as decisões dos gestores. Softwares eficientes permitem definir o período ideal de colheita de todas as áreas produtivas dentro do horizonte de um ano, maximizar a produção e qualidade total da matéria-prima colhida no campo e sincronizar as atividades logísticas respeitando a capacidade operacional da operação. Desta forma é possível avaliar custos e gargalos.

5. Otimização do transporte e rastreamento da matéria-prima

Soluções tecnológicas promovem a sincronização entre as operações de colheita e de logística, criando um fluxo otimizado para as operações de corte, carregamento e transporte, bem como o suprimento contínuo e de menor prazo de entrega para a indústria. A tecnologia ainda permite rastrear a matéria-prima da origem no campo até a entrega na indústria, dispensando o uso de apontamentos manuais e de etiquetas de identificação. O resultado é maior controle e lucratividade.

Participe dos nossos eventos HxGN LIVE em todo o mundo

A Hexagon proporciona emocionantes eventos HxGN LIVE em todo o mundo! Experimente nossas inovações tecnológicas em um local perto de você.

Interessado em nossas soluções?

Preencha este formulário para solicitar uma demonstração e descubra como você pode se beneficiar com a digitalização da agricultura.