Alocação Dinâmica de Transbordo aumentando a eficiência logística do setor sucroenergético

Por Alexandre Alencar, Diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da Divisão de Agricultura da Hexagon

02 abril 2020

Tempo e sincronização são fatores críticos para o setor sucroenergético. E certamente, por falta de ferramentas de gestão adequadas, eles devem ter contribuído para a queda de 2% de produção da safra 2018/19 na região sul do Brasil. Como podemos reverter essa situação? A resposta se encontra na automação de maquinário, que intensifica o processo de colheita da cana-de-açúcar e evita tempos de espera de colhedoras, tornando os processos de corte, carregamento e transporte fluídos.

O cenário é simples: enquanto um transbordo está completando seu processo de carregamento pela colhedora, outro trator com um transbordo vazio é acionado para se mover até essa mesma colhedora, buscando evitar que essa pare por falta de transbordo para receber sua produção. O tempo parado de colhedoras é um dos principais gargalos para manter uma indústria abastecida. E quanto mais elas estiverem operantes, maior será o volume de cana-de-açúcar entregue nas moendas. Colhedoras paradas significam perda de eficiência, capacidade ociosa, aumento de custos e necessidade de mais equipamentos.

Queremos aumentar, assim, essa eficiência, fazendo com que as colhedoras trabalhem o máximo de tempo possível. Por essa razão, desenvolvemos o HxGN AgrOn Alocação Dinâmica de Transbordo, que coordena e sincroniza a movimentação de tratores transbordos através de um sistema de chamados e atendimentos. Com essa solução, o tempo de operação de uma máquina colhedora pode ter um aumento de até 50% no dia. O que, em termos de média no mercado nacional, equivaleria a uma colhedora conseguir passar de uma capacidade de corte de 720 para 1080 toneladas diárias, atingindo o patamar de 45 ton/hora corrida.

O sistema leva em consideração, basicamente, três critérios configuráveis para selecionar qual será o transbordo direcionado para uma colhedora: a distância entre os equipamentos (o mais próximo terá prioridade no chamado); necessidade de manobra (transbordos já alinhados com a colhedora são priorizados); e o tempo de fila (alocando primeiro equipamentos que estão aguardando chamado a mais tempo).

Enquanto a colhedora está operando com transbordo, o AgrOn Alocação Dinâmica de Transbordo fica monitorando o carregamento dele, projetando o momento em que ele deve estar 100% carregado. Considerando os fatores de decisão, a aplicação opta, então, pelo momento ideal para enviar a solicitação de um novo transbordo, calculando o momento em que ele deverá chegar para substituir o transbordo atual sem provocar uma parada da colhedora. Todos os transbordos em condição de atender ao chamado respondem à solicitação, com a aplicação decidindo por aquele que tenha melhores condições para esse atendimento.

Além do aumento do tempo produtivo das colhedoras, temos uma grande economia de combustível, decorrente tanto da diminuição das distâncias percorridas pelos tratores quanto pela redução de manobras. Tudo isso contribui para que se consiga cortar e entregar mais matéria-prima para a indústria com o mesmo número de equipamentos. Em resumo, é mais cana, mais energia, com mais benefícios para a empresa e menos desperdícios na operação.

Participe dos nossos eventos HxGN LIVE em todo o mundo

A Hexagon proporciona emocionantes eventos HxGN LIVE em todo o mundo! Experimente nossas inovações tecnológicas em um local perto de você.

Interessado em nossas soluções?

Preencha este formulário para solicitar uma demonstração e descubra como você pode se beneficiar com a digitalização da agricultura.